15 de novembro e a proclamação da república

15 de novembro brasil proclamação república

No dia 15 de novembro de 1889, o Brasil começava um novo capítulo em sua história: um grupo de civis e militares adeptos da causa republicana depôs d. Pedro II e declarou o fim do regime monárquico no Brasil. A Proclamação da República, o levante político-militar deu início à República Federativa Presidencialista. A instauração de uma república forte, centrada no Poder Executivo era um ponto comum que unia grupos opostos. Vertente essa, que prevaleceu nos primeiros anos da república.

O País, até o dia da proclamação, era o único independente das Américas governado por um imperador. Com o fim da Guerra do Paraguai (1864-1870), os militares brasileiros começaram reivindicar  mais reconhecimento do governo, pois com a vitória do Brasil e aliados no conflito, as Forças Armadas ganharam prestígio e popularidade. E com isso, veio a Proclamação da República.

Na Praça da Aclimação no Rio de Janeiro, então capital do Brasil, naquele 15 de novembro, Marechal Deodoro da Fonseca instituiu um governo provisório e, em seguida, se consagrou o primeiro presidente do Brasil. Na madrugada seguinte, em 16 de novembro, o imperador Dom Pedro II foi retirado do poder e deixou o Brasil com destino à Europa.


Pintura "Grito do Ipiranga", que representa a Proclamação da República - Luis Miguel Bugallo Sánchez

 

Deodoro da Fonseca, militar experiente e respeitado pelos civis e casernas, foi consagrado o líder da proclamação. Sendo, portanto, a primeira Constituição republicana do Brasil promulgada em fevereiro de 1891, no governo de Deodoro. O país passava a se chamar República Federativa dos Estados Unidos do Brasil.

Em 1949, através da Lei nº 662, o 15 de novembro se tornou um feriado nacional.

 



Postagem anterior


Deixe um comentário