Livros da editora Armazém da Cultura selecionados para bibliotecas pela lei Aldir Blanc

#CidadesCriativas acervo de livros bibliotecas públicas editais lei Aldir Blanc

Sete títulos do catálogo da editora Armazém da Cultura foram selecionados para compor o acervo das bibliotecas públicas do Ceará. São eles: Taís Dorá, Levado, Padaria Espiritual - Vários Olhares, Beabá do Sertão na Voz de Gonzagão, O Rei Menino, Os Kandengues da Conchichina, Plantou Palavra,Colheu Poesia. Respectivamente, os autores respectivamente são: Francisco Silva Cavalcante Junior, Carolina Campos ilustração Pablo Manyé, org.Gleudson Passos Cardoso e Sebastião R. Pontes, Arlene Holanda e Arievaldo Viana, Oswald Barroso, ilustração Alexandre Jales, Manuel Casqueiro e Socorro Acioli, ilustração Meg Banhos. Os livros adquiridos com o incentivo da Lei de Emergência Cultural  homenageia o escritor e compositor Aldir Blanc, que faleceu de Covid-19 em 4 de maio de 2020.

Fruto de forte mobilização social do campo artístico e cultural brasileiro, a lei Aldir Blanc é resultado de construção coletiva, a partir de web-conferências nacionais e estaduais como plataformas políticas na formulação, articulação, tramitação e sanção presidencial. Um subsídio mensal será também pago aos espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, cooperativas, instituições e organizações culturais comunitárias que tiveram as suas atividades interrompidas por força das medidas de isolamento social.



Postagem anterior


  • RLiBVZmXF em

    wkoPQnyTifv

  • QoBrTJDakNd em

    OuWRwPJl

  • SUZLrABlyj em

    WefrqyHAiaPho

  • BuNWTjorhVnmgd em

    OVMTtZBplQfdsDW

  • YnqDpzQvEjkRs em

    mwGniUxrEJtMTZO



Deixe um comentário